O Estranho caso de Elizabeth Quimine.














O Estranho caso de Elizabeth Quimine.


A interessante História de Elizabeth Quimine, deixa-nos de “orelhas em pé”, mesmo diante a incredulidade de muita gente, que tem como nosso “paraíso” o único lugar no universo como “celeiro da vida”.


Essa mulher de repente aparece num dos recantos do nordeste, comprando inclusive uma ilha somente para ela, onde ela passou a viver por lá, sendo até é normal, pois muitos estrangeiros fazem isso, entretanto com o tempo, as atitudes dessa personagem, se tornou cada vez mais suspeita na visão dos habitantes com comportamento anormais, já de cara as pessoas percebiam que ela tinha comportamentos estranhos, até a sua aparência, não era comum, tinham pessoas que diziam que ela andava meio estranha, não conseguia a desenvoltura de uma pessoa dita normal.


Como nessas cidades do interior, vila de pescadores, o tempo parece que corre mais devagar, e nesse tempo moroso, foi perfeito para que alguns possam externar as suas mais intrigantes teorias. Até pesavam que a forma desajeitada de andar, poderia dar-se por algum tipo de acidente, mas sabiam que alguma coisa estava errada, pois ela era uma mulher muito inteligente, formada em física, engenharia, matemática, porém para coisa mais simples ela se atrapalhava, essa coisas que só o discernimento humano poderia perceber ao nosso redor, como um simples cumprimento.


Certo dia os pescadores estavam conversando, quando um deles disse que adorou a chegada da “Rainha Elizabeth” porque ela estava comprando toda sua produção de peixe, era peixe para não acabar mais, o pior que outros pescadores disseram a mesma coisa, somando por volta de 200 a 400 quilos de peixe que ela teoricamente estava consumindo por semana, chamando a atenção sobre esse intrigante assunto.


A partir daí a suspeitas cresceram sobre ela, o pior que depois de um tempo, apareceram sobre a ilha dessa pessoa, objetos voadores não identificados, os OVNIS, inclusive a nossa querida estranha, ficava na praia da ilha, trocando objetos cilíndricos, com uma boa quantidade de homens desconhecidos, que nem passavam pela vila.

Com o tempo, a casuística foi aumentando, já não dando mais para ficar somente observando, eles passaram para os militares o assunto.

O comandante decidiu abrir uma investigação, suspeitando até de terrorismo ou contrabando de armas, sendo presa pelas autoridades, por suspeita de contrabando, mas foi liberada logo depois por falta de provas.


Mas o militar não se deu por vencido, pediu um mandado judicial para poder ir na ilha da estranha, sendo a primeira vez que desde que ela se mudou para ilha, alguém foi ao local e para surpresa de todos, não era algo que eles estavam esperando, pois não tinha nada lá, apenas um barraco sem portas e janelas, não tinha geladeira, tampouco chuveiro, não tinha nada, nem os restos dos peixes.


Algumas semanas depois do ocorrido, eles conseguiram achar a mulher zanzando pela ilha, levando-a novamente para investigação.

Durante o percurso ela disse que queria ir ao banheiro, eles a levaram para um bar próximo, viram que não tinha como fugir dali e liberaram para o “xixi”. Como estava demorando muito, os militares arrombaram o bar e não tinha ninguém, deixando todos sem saber como ela fugiu, porque não tinha nem janela.


Essa pessoa segundo pesquisas, apareceu em outros lugares, mas mesmo assim, ninguém aparentemente sabe dizer o que aconteceu, eu tenho minhas teorias e vocês?


Marcelo de Oliveira Souza,IwA 2x Dr. Honoris Causa em Literatura

Do blog: http://marceloescritor2.blogspot.com Instagram: marceloescritor

Fonte: YouTube Mundo Inverso